MÁGOA E RANCOR – Impactos na Saúde!

Mágoa e Rancor – Impactos na Saúde

Há muitos estudos e experimentos que comprovam cientificamente que as emoções tem uma influência enorme sobre todos os órgãos, músculos e tecidos do ser humano. Isso quer dizer que quanto melhor emocionalmente está uma pessoa, melhor será o estado de seu corpo e saúde como um todo.

O que é Rancor? 

dicionário define o rancor como “ressentimento intenso provocado por um ultraje ou uma ofensa que ocorreu na sequência de eventos vivenciados no passado; grande mágoa ou melindre”.

Para entender como o rancor pode afetar uma pessoa fisicamente, é preciso compreender o conceito de doença psicossomática, que nada mais é que uma doença caracterizada por sinais e manifestações apresentadas pelo corpo, onde os exames médicos não conseguem descobrir uma origem orgânica ou biológica para o sintoma. Em outras palavras, sentimentos doentios como rancor, ódio, inveja, ciúme podem gerar enfermidades no corpo, muitas delas bem graves.

Itens relacionados:

Fluoxetina ajuda a emagrecer? Descubra agora!

Alimentos prejudiciais à saúde!

As pessoas começam a apresentar alguns desses sintomas quando algo da errado em suas vidas, ou quando não conseguem realizar algum sonho ou meta, todos esses transtornos começam a aparecer, no entanto existem métodos que estão ajudando muitas pessoas a eliminar alguns desses problemas.

Mude seus sentimentos, mude você!

Conheça um dos métodos mais falados do momento, que está ajudando muitas pessoas a mudar a sua realidade. Clique na foto abaixo!
mágoa e rancor

O rancor é um dos sentimentos mais lembrados quando se fala em doenças psicossomáticas. Veja uma lista de doenças que ele pode ocasionar:

  • Doenças cardiovasculares: hipertensão, angina, taquicardia
  • Doenças gastrointestinais: gastrite, úlcera, síndrome do intestino irritável
  • Doenças respiratórias: asma, bronquite e outras
  • Doenças dermatológicas: herpes, urticária, enfisema
  • Doenças do sistema nervoso: enxaqueca, vertigens e outras
  • Doenças endocrinológicas e metabólicas: obesidade, diabetes
  • Doenças das articulações: tendinite, artrite e outras
  • Dores e tensões musculares
  • Doenças infecciosas
  • Doenças autoimunes
  • Câncer
  • Também pode ocasionar transtornos mentais e comportamentais

Como podemos observar, cultivar o rancor traz inúmeros prejuízos para a saúde do corpo e da mente. Além disso, prejudica nossas relações interpessoais e nos priva de gozar plenamente da vida.

Uma famosa frase atribuída a Shakespeare resume os efeitos do rancor: “Guardar ressentimento é como tomar veneno e esperar que a outra pessoa morra.”

Atitudes de mudança

Uma pessoa rancorosa apresenta uma espécie de paralisia, fica praticamente impossibilitada de progredir. Assim sendo, é imperativo que ela reconheça que tem esse problema, busque meios para se livrar dele e, se necessário, concentre todos os esforços com esse fim. Existem algumas atitudes que podem ajudar a diminuir pouco a pouco a mágoa e o rancor, possibilitando uma saúde melhor:

  1. Esclareça os fatos que te deixam mal
  2. Faça auto avaliação e corrija suas próprias falhas
  3. Mude seu foco
  4. Foque nas qualidades de quem te magoou
  5. Decida não se magoar
  6. Busque auxílio na religião

Você viu que o rancor é algo que impacta diretamente na saúde, tentar é dar o primeiro passo, depois com os dias você vai adquirindo mais força e as coisas vão ficar mais fáceis.